Pandemia de Ransomware, quem está preparado?

Líderes da Allianz, Eurofarma, Serasa Experian, CPFL Energia, Cogna Educação, SENAC São Paulo e Secretaria da Saúde-SP debatem cenário da principal praga cibernética que assola organizações brasileiras, além de ações efetivas de combate.


Os ataques no modelo ransomware nunca afetaram tanto as organizações em 2020. Para debater esse cenário crítico que vem assolando o Brasil nos últimos meses, a TVD em parceria com a Trend Micro, vai reunir no dia 08 de dezembro às 10h líderes da Allianz, Eurofarma, Serasa Experian, CPFL Energia, Cogna Educação, SENAC São Paulo e Secretaria da Saúde-SP. O objetivo é discutir como essa pandemia de ransomware vem impactando as empresas e quais as melhores práticas para combater essa praga cibernética.

Até porque, as tendências de ameaças assustam a comunidade de Segurança da Informação em todo mundo. O mais recente estudo da Trend Micro, o Fast Facts, aponta que o Brasil teve grande número de ameaças no mês de outubro de 2020, com 2,07 milhões de arquivos maliciosos detectados, sendo o 9º principal alvo de ataques no mundo.

Globalmente, foram 36.8 milhões de detecções só no estilo ransomware. O setor de governo foi o primeiro no ranking como a principal indústria mais atacada, seguida pelos segmentos de manufatura e saúde.

De fato, o governo está na mira do cibercrime. No mês passado, uma onda de ataques cibernéticos assolou diferentes órgãos públicos, sendo que o mais grave foi no Superior Tribunal de Justiça, que foi vítima de investida no modelo ransomware tendo dados criptografados impactando o funcionamento dos sistemas. O STJ levou uma semana para recuperar dados e voltar com o funcionamento dos trabalhos.

A Secretaria de Economia do Distrito Federal, STE e Ministério da Saúde também tiveram sistemas afetados por diversas modalidades de ataques, o que impactou na contagem dos votos do primeiro turno das eleições municipais, no caso do STE, e prejudicou a divulgação dos números oficiais da Covid-19 no país, no caso do Ministério da Saúde. Além disso, dados de mais de 243 milhões de brasileiros foram expostos devido a falhas no sistema do órgão.

Ainda de acordo com o relatório da Trend Micro, quando considerado o acumulado do trimestre finalizado em outubro, o Brasil registrou um crescimento de 59% nas incidências de malware quando comparado com o mesmo período do ano passado.

Os números mostram como o momento é preocupante e os casos mais impactantes de ransomware serão discutidos durante a mesa redonda.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Twitter Basic Square
Tags

© 2013 by Success Consulting. Proudly GlobalMask Soluções em TI

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Classic
  • Instagram ícone social

 

Comercial@globalmask.com.br

BH | RJ | SP | Maracanaú| Fortaleza | Brasilia | Goiânia | Brasil