© 2013 by Success Consulting. Proudly GlobalMask Soluções em TI

  • WhatsApp
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Classic
  • Instagram ícone social

 

Comercial@globalmask.com.br

(85)98813-7693 |  | (31) 99997-0271  

BH | RJ | SP | Maracanaú| Fortaleza | Brasilia | Goiânia | Brasil

O que faz um cientista de dados e por que o profissional está tão em alta?

October 9, 2019

Pesquisa da Glassdor classificou cientista de dados como o profissional mais feliz do mercado. Tema será debatido no IT Forum X

 

 

A carreira em ciência de dados é uma das mais promissoras em todo o mundo. Além da crescente demanda por especialistas na área, uma pesquisa da Glassdor classificou os cientistas de dados como os profissionais mais felizes do mercado, levando em consideração a satisfação com o trabalho, a média salarial e o número de vagas disponíveis. Mas afinal, o que faz um profissional em ciência de dados?

 

Basicamente, o cientista de dados transforma dados em inteligência para o negócio. Isso significa que o profissional é capaz de auxiliar as empresas na tomada de decisões, aumento da produtividade e redução de custos. Por conta da sua influência na criação de estratégias para as organizações, não basta que o data scientist seja um especialista técnico, mas sim um profissional que compreenda a demanda do negócio e identifique métodos para a resolução de problemas e aproveitamento de oportunidades.

 

Através de dados estruturados e não estruturados, o cientista de dados extrai insights e os apresenta aos líderes empresariais. As informações obtidas permitem que os tomadores de decisão definam estratégias, criem novos produtos e acompanhem as tendências de mercado. Dessa forma, o data scientist tem o potencial de garantir a competitividade de organizações dos mais diversos setores.

 

Para esclarecer de que forma os novos modelos de negócio podem se beneficiar da ciência de dados, especialistas abordarão o tema durante o painel "Digital e analytics: inseparáveis na nova dinâmica dos negócios", que acontecerá no dia 16/10 durante o IT Forum X. A 7ª edição do evento receberá mais de 250 palestrantes em diferentes palcos e praças de conteúdo. O tema principal desse ano será “Eu 5.0”, que busca posicionar o ser humano no centro da discussão tecnológica.

Para falar sobre o assunto estarão presentes:

 

Cássio Pantaleoni, SAS Brasil

 

Cássio Pantaleoni é graduado e mestre em Filosofia pela PUC-RS e possui especialização em Finance & Accounting na The Wharton School na Universidade da Pensilvânia. Tem mais de mais de 30 anos de experiência no setor de tecnologia, atuando em empresas como SAP, Oracle, BEA Systems e TIBCO Software, até chegar ao SAS em 2008. O executivo assumiu a presidência da empresa no Brasil em agosto de 2017.

 

Roberto Carvalho, Dynatrace

 

Roberto de Carvalho atua no mercado de TI há 25 anos com passagens em grandes consultorias e fabricantes como Gartner Group, Informix Software (IBM), Business Objects (SAP), CPMBraxis (Capgemini) e Compuware. Atualmente, está à frente das operações da Dynatrace Software no Brasil e América do Sul como Vice-Presidente para a região. Nesse papel, tem contribuído nas estratégias de grandes projetos de transformação digital, gerenciamento de nuvens corporativas, AIOps e Gestão da Experiência Digital tanto de empresas B2B como B2C em diferentes setores. Graduado em Administração de Empresas e Comunicação Social, possui especialização em gerenciamento de produtos de software pela Universidade de Berkeley.

 

Fabio Metta, BR Properties

 

Graduado em Sistemas de Informação, o executivo soma 22 anos de atuação em Gestão de TI. Tem participação como keynote em eventos nacionais e internacionais, especialista nas principais tendências tecnológicas: Inovação, Transformação Digital, Experiência de Usuário, Análise de Dados, Inteligência de Negócios, Cloud Computing, Segurança da Informação, Comunicações Unificadas, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Possui longa experiência em simplificação de processos, criação de novos modelos de negócios, condução de projetos, gestão de serviços, orçamentos e plano diretor, assegurando que os investimentos de TI impulsionem a estratégia da companhia.

 

Celso Athayde, Favela Holding

 

CEO da Favela Holding, Celso Athayde chegou a morar nas ruas e em abrigos públicos, até se firmar com a família na Favela do Sapo, na zona oeste do Rio de Janeiro. O executivo criou a Central Única das Favelas (CUFA) – a maior organização não governamental focada nas favelas do Brasil e presente em mais de 15 países. Em 2013, fundou a Favela Holding, a primeira holding social que se tem notícia. Atualmente, Celso atua como executivo social e CEO das 21 empresas do grupo, todas com ações em favelas e periferias e foi eleito pela Revista Istoé Dinheiro o Empreendedor Social de 2017. Celso é autor de sete livros, alguns deles best-sellers, como “Falcão – Meninos do Tráfico” e “Um País Chamado Favela”. Criador do conceito “economia paralela”, palestrou em grandes universidades, como Harvard, Columbia, Emet e London School of Economics.

 

O painel será mediado por Flávio Xandó, formado em engenharia, administração e MBA em Gestão estratégica de TI na FEA-USP. Na sua empresa FX Soluções, atua como consultor há mais de 25 anos em projetos de diagnóstico de TI, sistemas, cloud, segurança e no jornalismo de tecnologia. Escreveu por 10 anos no Caderno de Informática do jornal O Estado de São Paulo (1995 a 2005), revistas como PC World, Revista do Windows, PC Master e como colaborador de sites como ForumPCs (colunista 2005-2012), ITWEB, atual colunista do itforum365 e dos seus próprios sites FX Review e Papo Fácil.

 

O IT Forum X acontecerá nos dias 16 e 17 de outubro no Transamérica Expo Center, em São Paulo. Outros temas como big data, metodologias de aceleração, cidades inteligentes, 5G e conectividade serão abordados durante o evento. Para mais informações, clique aqui.

 

Please reload

Posts Em Destaque

Curso prático SonicWall com a Globalmask

December 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo