Agradecimento ao MOMO

 

 

 

Nos últimos dias o alerta para o risco de uma criatura chamada Momo ganhou notoriedade na internet e levantou preocupação de pais e educadores. Supostamente uma figura bizarra induz a criança a executar algumas tarefas como num jogo, dentre elas o suicídio.

 

O fato é que hoje a internet é o caminho mais fácil para assediar uma criança ou adolescente seja para quaisquer fins. Relatos de assédio sexual, prisões por pornografia e até recrutamento de jovens para o Estado Islâmico (ISIS) ganharam repercussão na mídia e entre várias outras coisas na qual você não consegue nem imaginar.

 

De acordo com um relatório produzido pela Organização dos Estados Americanos (OEA) e pelo Instituto Interamericano da Criança (IIN). No início de 2018, a OEA, por meio de sua agência especializada em crianças e adolescentes, o Instituto Interamericano da Criança (IIN), publicou o relatório intitulado “Diretrizes para o empoderamento e a proteção dos direitos das crianças e adolescentes na Internet na América Central e na República Dominicana”. Apesar da análise estar direcionada para as ameaças das regiões citadas, as informações podem ser usadas para tentar tornar a Internet um espaço cada vez mais seguro, conhecer os perigos existentes na Web e, acima de tudo, aprender como evitá-los ou como lidar com esses riscos.

 

Os principais riscos apresentados foram:

 

- Abuso sexual de crianças e adolescentes na Internet;

- Exposição a conteúdos inapropriados;

- Cyberbullying / Assédio virtual;

- Exploração sexual de crianças e adolescentes na Internet;

- Exposição a conteúdos inapropriados;

- Materiais de abuso sexual de crianças e adolescentes gerados digitalmente;

- Publicação de informações privadas;

Incluindo:

 

- Sexting: É definido como a autoprodução de imagens sexuais, com a troca de imagens ou vídeos com conteúdo sexual, por meio de telefones e/ou da Internet (mensagens, e-mails, redes sociais). Também pode ser considerado como uma forma de assédio sexual em que uma criança e um adolescente são pressionados a enviar uma foto para o parceiro, que a propaga sem o seu consentimento.

 

- Sextorsão: É a chantagem realizada a crianças ou adolescentes por meio de mensagens intimidadoras que ameaçam propagar imagens sexuais ou vídeos gerados pelas próprias vítimas. A intenção do extorsionista é continuar com a exploração sexual e/ou ter relações sexuais com a vítima.

 

- Grooming: O termo refere-se às estratégias que um adulto realiza para ganhar a confiança de uma criança ou adolescente, através da Internet, com o propósito de abusar ou explorar sexualmente. O grooming sempre é realizado por um adulto.

 

- Happy slapping: É uma forma de cyberbullying que ocorre quando uma ou várias pessoas agridem um indivíduo enquanto o incidente é gravado para ser transmitido nas redes sociais. O objetivo é “tirar sarro” da vítima.

 

Diante de todas estas ameaças, deixar uma criança navegar livre na internet é uma negligência e irresponsabilidade. Assim como largar o seu filho para se divertir em um parque sem qualquer acompanhamento de algum responsável. Tal exemplo, é algo inimaginável para qualquer responsável, mas é exatamente isto que ocorre na internet.

Diante de todos estes fatos, suspeito que tal idealizador desta figura, encontrou uma maneira controversa e arriscada para chamar a atenção dos Pais e educadores e se este for realmente o objetivo, foi alcançado com sucesso. Afinal, qual criança cederia aos encantos de um personagem bizarro como este?

 

Na hipótese de tal objetivo fosse realmente a intenção do criminoso, as técnicas de persuasão e assédio, aplicadas com êxito na maior parte das ameaças citadas seriam aplicadas, utilizando por exemplo, algum personagem mais dócil e carismático. E se assim fosse, demoraríamos meses ou até mesmo anos para descobrir, afinal a criança está sozinha no "parque" brincando com a PEPPA ou aprendendo fazer slime.

 

Sendo assim, na minha opinião, temos que ficar cada vez mais atentos e "agradecer" ao idealizador o Momo, por ter levantado esta discussão e gerar um alerta para os pais, pois senão iriamos ficar assim e vários crimes iria acontecer.Lembrando não é apenas o momo, e sim existes outras coisas no whatsapp que vai muito alem do que isto, por isso o ideal é o monitoramento da criança.

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

LGPD: Como podemos ajudar sua Empresa?

February 21, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo