© 2013 by Success Consulting. Proudly GlobalMask Soluções em TI

  • WhatsApp
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Classic
  • Instagram ícone social

 

Comercial@globalmask.com.br

(85)98813-7693 |  | (31) 99997-0271  

BH | RJ | SP | Maracanaú| Fortaleza | Brasilia | Goiânia | Brasil

Estudo diz que mulheres correm mais riscos de perder o emprego para a automação

January 29, 2018

Fórum Econômico Mundial aponta que, dos 1,4 milhão de empregos nos EUA que serão impactados, 57% deles pertencem às mulheres

 

 

Em um cenário em que as projeções indicam que a automação irá eliminar uma série de empregos nos próximos anos, as mulheres é quem podem ter seus postos de trabalho mais ameaçados.

 

Segundo relatório do Fórum Econômico Mundial, "Em direção a uma revolução de novas habilidades: um futuro de empregos para todos", dos 1,4 milhão de empregos nos Estados Unidos que serão ou substituídos nos próximos oito anos pela automação ou impactados por ela de alguma maneira, 57% deles pertencem às mulheres.

 

Parte disso se dá em razão de que muitos empregos ainda se inclinam para um gênero mais do que outro. O estudo dá como exemplo as profissões de secretária e assistente administrativo, preenchidos em grande parte pelas mulheres. À medida que software de inteligência artificial e assistentes virtuais assumem cada vez mais funções como tarefas administrativas, cerca de 164 mil empregos podem estar em risco.

 

O estudo também alerta sobre o crescimento da desigualdade, tendo em vista que mulheres já enfrentam historicamente salários inferiores aos seus pares. Apesar do estudo refletir números nos Estados Unidos, o crescimento da automação é uma realidade global.

 

Novas habilidades

 

A capacidade de uma pessoa sobreviver a novas ondas de automação depende do desenvolvimento de novas habilidades. Mas segundo a pesquisa do Fórum Econômico Mundial, mesmo com a criação de novas habilidades, mulheres ainda têm menos opções do que os homens para encontrar carreiras alternativas. Tradicionalmente, homens ocupam mais vagas em carreiras analíticas e de tecnologia.

 

"Os indivíduos que terão sucesso na economia do futuro serão aqueles que podem complementar o trabalho feito por tecnologias mecânicas ou algorítmicas e trabalhar com as máquinas", diz o relatório.

 

Em face disso, o estudo alerta que as transições de carreira provocadas pela necessidade de novas habilidades seriam uma oportunidade para reduzir a desigualdade salarial entre homens e mulheres.

 

"O trabalho proporciona às pessoas significado, identidade e oportunidade", disse Saadia Zahidi, chefe de educação, gênero e iniciativa do sistema de trabalho no Fórum Econômico Mundial, em comunicado.

 

"Precisamos sair da paralisia atual e reconhecer que as habilidades são o grande redistribuidor [de empregos]. Equipar as pessoas com as habilidades necessárias para fazer as transições de trabalho é o combustível necessário para o crescimento - e garantir meios de subsistência estáveis ​​para pessoas em meio a mudanças tecnológicas", completou.

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Segurança completa (Firewall e Endpoint) a partir de R$ 700,00 ao mês, Aproveite!

April 23, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo