Polícia australiana gerenciou site de pornografia infantil para caçar pedófilos


A polícia australiana manteve um dos maiores sites de pornografia infantil do mundo no ar durante quase um ano. Oficiais australianos não apenas observavam o comportamento de usuários do site na caça por pedófilos, como também postavam e compartilhavam material de abuso infantil no site.

O site em questão foi criado em abril de 2016 por um duas pessoas, sendo que uma delas está em prisão perpétua desde o ano passado pelo abuso de uma criança de quatro anos. Os policiais australianos assumiram a identidade do pedófilo preso e, durante quase um ano, fingiram ser ele para manter o site no ar.

Como os usuários do site esperavam por postagens mensais dos criadores com novas fotos de abuso infantil, os oficiais australianos mantiveram o disfarce e seguiram postando as imagens como se fossem o pedófilo preso, informa o The Guardian.

O site foi tirado do ar no mês passado, quando tinha mais de 1 milhão de usuários registrados, sendo que entre 3.000 e 4.000 deles eram ativos. As investigações iniciadas na Austrália se expandiram e ao menos uma dúzia de outros países também investigam usuários do site.

Apesar da medida parecer um tanto controversa em um primeiro momento, grupos de proteção da infância aplaudiram a ação da polícia australiana. "Eu apoio isso 100% porque as imagens que a polícia usou não foram imagens que ela criou, eram imagens existentes. E a ideia é pegar pessoas que estão abusando atualmente de crianças", disse Hetty Johnston, fundadora do grupo australiano Bravehearts.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Twitter Basic Square
Tags

© 2013 by Success Consulting. Proudly GlobalMask Soluções em TI

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Classic
  • Instagram ícone social

 

Comercial@globalmask.com.br

BH | RJ | SP | Maracanaú| Fortaleza | Brasilia | Goiânia | Brasil