Acusado de criar malware bancário, hacker que parou WannaCry diz ser inocente


Notícias de TI | Globalmask

Marcus Hutchins ficou conhecido ao parar acidentalmente o vírus WannaCry, e voltou às manchetes nas últimas semanas depois de ser detido durante uma conferência hacker nos EUA. Agora ele diz ser inocente na acusação de participar o desenvolvimento de um malware que atingiu bancos.

Hutchins tem seis acusações de participação em ataques hackers, principalmente vinculadas ao malware bancário Kronos, que atingiu bancos do Reino Unido entre 2014 e 2015. Promotores dizem que o jovem desenvolvedor colaborou no desenvolvimento da ameaça, além de ter ajudado um colega a vender o vírus.

O desenvolvedor nega as acusações e se diz inocente. Apesar de morar no Reino Unido, ele responderá durante todo o processo nos EUA - ele ganhou autorização para morar em Los Angeles, na Califórnia, durante esse período, mas será monitorado via GPS e terá acesso total à internet para continuar com seu trabalho de pesquisador de segurança, segundo o Motherboard.

Posts Em Destaque
Posts Recentes