Microsoft quer usar o seu computador para desenvolver um antivírus inteligente.


Desde o ataque do ransomware WannaCry, a Microsoft está trabalhando sob pressão para desenvolver um sistema protegido de vírus. Para resolver esse problema, a empresa pretende usar a inteligência artificial de mais de 400 milhões de computadores com o Windows instalado.

Em comunicado, a Microsoft anunciou que está lançando uma atualização do Windows Fall Creators que usará uma ampla gama de dados provenientes de seus programas em nuvem, como o Azure, o Endpoint e o Office, para criar um antivírus de inteligência artificial capaz de reconhecer o comportamento de um malware.

O diretor de gerenciamento de programas para Windows Enterprise, Rob Lefferts, explica que, se um novo malware for detectado em qualquer computador com o Windows 10, a Microsoft será capaz de desenvolver uma assinatura e proteger todos os outros usuários. Além disso, a primeira vítima também estará segura, pois o vírus será identificado através da nuvem e não no dispositivo da pessoa.

A companhia acredita que pode levar algumas horas para desenvolver proteções desde o primeiro momento em que detectar o vírus.

Outro recurso que deve completar o sistema de proteção do Windows é um que bloqueia automaticamente sites conhecidos por hospedagem de códigos maliciosos. A princípio, os novos recursos de segurança estarão disponíveis para clientes corporativos e empresas, mas a expectativa é lançá-los para todos os clientes.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Twitter Basic Square
Tags

© 2013 by Success Consulting. Proudly GlobalMask Soluções em TI

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Classic
  • Instagram ícone social

 

Comercial@globalmask.com.br

BH | RJ | SP | Maracanaú| Fortaleza | Brasilia | Goiânia | Brasil