Companhia aérea já usa HoloLens para treinar mecânicos e tripulação.

Microsoft afirma que o caso da companhia aérea é apenas o início da revolução trazida pela computação holográfica.

O plano da Microsoft para posicionar o HoloLens como ferramenta corporativa ganha tração. A fabricante começa, aos poucos, a revelar os primeiros casos de uso do seu computador holográfico vestível.

Na segunda-feira (11/07), durante a abertura do World Partner Conference 2016, a companhia demonstrou como a Japan Airlines aplicou a tecnologia em dois projetos-piloto.

A japonesa criou conteúdos e utiliza recursos de realidade virtual e aumentada para treinar membros da tripulação, times de engenharia e mecânicos.

A ideia é que, através da realidade aumentada, os funcionários possam ter uma experiência mais prática e rica, assimilando melhor a forma de funcionamento das peças de uma aeronave.

“Acreditamos que o HoloLens contribuirá com a segurança de nosso negócio”, afirmou Koji Hayamizu, diretor de planejamento da japonesa. Para se ter uma ideia, com a tecnologia, é possível ter acesso 3D ao interior da estrutura de um motor.

Segundo a Microsoft, o case da Japan Airlines é apenas um exemplo das novas capacidades trazidas pela solução.

A fabricante afirma que o sistema pode ser utilizado não apenas para treinamento, mas para enriquecer experiências de consumidores em diversas indústrias.

“Computação holográfica trará uma tremenda oportunidade para nossos parceiros e clientes no futuro”, pontuou Satya Nadella, CEO da Microsoft.

*O jornalista participa do WPC 2016, no Canadá, a convite da Microsoft.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo